top of page

Sexo na gravidez: é seguro?

Se a gestação estiver tranquila, o sexo está liberado do primeiro ao terceiro trimestre de gestação, e ele ainda pode ser mais prazeroso do que o normal! Pois a mulher, durante a gestação, tem uma maior lubrificação vaginal e maior volume de sangue no organismo, o que deixa o corpo mais sensível à excitação.


O sexo na gravidez só é contraindicado em alguns casos, como sangramento e ameaça de aborto, quando as atividades físicas da mulher precisam ser restringidas. Outras situações podem ser: risco de trabalho de parto prematuro, hipertensão, placenta baixa, problemas de coluna ou outras restrições físicas.


Portanto, não se preocupe. A penetração não irá machucar o seu bebê, pois ele está muito bem protegido por diversas camadas de músculo e pelo saco gestacional. Além disso, as contrações geradas pelo orgasmo não são fortes o suficiente para iniciar um trabalho de parto, que é um medo muito frequente das mamães no final da gestação.


Não se preocupe também com o que o bebê irá sentir nessa hora. Quando a mulher atinge o clímax, inclusive, a região pélvica fica vascularizada, fazendo com que o bebê receba mais sangue, além das endorfinas que são liberadas, que lhe darão uma boa sensação.

Durante esse período gestacional, a mamãe e seu parceiro podem encontrar posições que a deixem mais confortável, de modo que possa aproveitar melhor esse momento. É muito comum também que algumas gestantes tenham a libido diminuída devido às mudanças no corpo. Entretanto, o apetite sexual pode ser estimulado por diversos outros fatores. Por isso, é muito importante que o casal converse abertamente sobre o assunto.



Posts Relacionados

Ver tudo

Commentaires


bottom of page