top of page

Grávida pode comer peixe?


Uma das principais preocupações a respeito do consumo do peixe na gestação é devido ao mercúrio, um metal pesado e muito tóxico que se deposita nas águas poluídas e nos oceanos. Estudos anteriores mostravam que a substância pode afetar o desenvolvimento cerebral do feto, causando, posteriormente, convulsões, cegueira e atraso psicomotor.


Porém, novos estudos comprovaram que as propriedades anti-inflamatórias do ômega 3, ácido graxo presente nos peixes, neutralizariam os possíveis efeitos negativos causados pela contaminação com o mercúrio. O ômega 3 é também essencial para o desenvolvimento neurológico do feto. Portanto, os benefícios em consumir peixe são maiores que os malefícios.

Mas ainda há uma recomendação de que deve-se ingerir o alimento apenas de duas a três vezes por semana, justamente para evitar maiores riscos de contaminação com o mercúrio. Outras indicações são não ingerir peixes que se alimentam de outros peixes, pois estes podem conter uma concentração maior de mercúrio.


Na hora do preparo, prefira versões grelhadas e assadas, pois são mais saudáveis que as fritas e empanadas. O peixe cru, por sua vez, não deve ser consumido pelas gestantes. Isto porque a carne crua é perecível e tem altos índices de contaminação.


As mamães fãs de sushi podem ter que esperar um pouquinho, ou ingerir as versões cozidas!



Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page