top of page

Dica do Pediatra: Soluço

Soluço

Quando os bebês nascem é muito comum que eles tenham muitos episódios de soluço. Mas, nada de se preocupar, soluçar é normal e não causa nenhum dano ao bebê.


Mas por que os bebês soluçam?

Pelo mesmo motivo que ocorrem nos adultos. O diafragma, músculo que fica embaixo do pulmão, se contrai para a passagem do ar até o pulmão. Quando essa contração acontece na hora errada, ocorre o soluço, como se o movimento tivesse saído fora do “ritmo”. Como os bebês ainda tem um menor controle do sistema nervoso que os adultos isso ocorre mais vezes, principalmente até os três meses, mas, podendo soluçar bastante até 1 ano.


Podemos ajudar o bebê a soluçar menos?

Sim! Vamos as dicas!

Quando for amamentar, veja se o bebê pegou bem o peito. Quando o bebê não mama direitinho, junto com o leite “engole” ar, o que aumenta o soluço. Mantenha ele em uma posição com a cabeça elevada, com o narizinho livre para respirar. O bebê deve abocanhar a mama (famosa boquinha de peixe), ficar com o queixo encostado no peito da mãe e não deve produzir nenhum som ao mamar, além do som de estar engolindo o leite;

Após a mamada, coloque o bebê para arrotar, o arroto nem sempre acontece, principalmente se o bebê mamou direitinho. Mas, deixe ele nesta posição (em pé, no colo) por pelo menos 5 minutos;

Mantenha a criança aquecida. Se o bebê sentir frio, tende a soluçar mais.


Simpatias funcionam?

Não há nenhuma comprovação de que funcionam. Não permita que façam seu bebê de “cobaia” e use o bom senso. Não precisa brigar com a vovó se ela quiser colocar um fio de lã vermelho na testa do bebê, porque mesmo que não funcione, não prejudica o bebê. Porém, JAMAIS deixe que sacudam o bebê, deem líquidos estranhos ou que tentem assustá-lo! O que mais funciona é ter calma e paciência e muito carinho!


Quando devo me preocupar?

Se você achar que o bebê está soluçando demais, a ponto de atrapalhar o sono ou a alimentação procure o pediatra para conversar sobre isto. Aliás, sempre é bom lembrar, a consulta mensal do bebê até completar 1 ano de vida é fundamental para acompanhar o seu desenvolvimento.


Grande Abraço, Marcelo Saldanha

Pediatra


Comentarios


bottom of page