top of page

Você já ouviu falar na anemia da prematuridade?

Esta é uma doença que ocorre principalmente quando há uma queda da concentração de hemoglobina nos bebês recém-nascidos, essa queda é ainda mais acentuada nos prematuros. Essas células são as responsáveis por coletar o oxigênio dos pulmões e transportá-lo para o resto do corpo.


Quando ocorre?


A queda da concentração de hemoglobina pode ser provocada por uma perda de sangue, que pode ocorrer devido a complicações no trabalho de parto ou por alguma doença que requer muitas extrações de sangue para análise. A queda acontece também devido a uma desnutrição excessiva ou pela produção deficiente de glóbulos vermelhos, que pode ser causada por alguns vírus, como a rubéola.


Geralmente, a anemia da prematuridade aparece entre a 3ª e 12ª semana de vida, e é resolvida entre os 3 e 6 meses de idade pós-natal.


Como saber se meu bebê tem anemia da prematuridade?


A anemia pode não apresentar sintomas, mas os mais comuns são: palidez, lentidão e letargia, respiração agitada ou com dificuldade, dificuldade de alimentação, aumento de peso lento, ritmo cardíaco rápido. Ao consultar com o seu pediatra, ele irá perguntar sobre o histórico médico e os sintomas do bebê, então, será feito um exame de sangue para realizar o diagnóstico.


Como é feito o tratamento?


O tratamento depende do que causou a anemia. Na maioria dos casos, pode não precisar de tratamento, apenas de um controle sobre o sangue do bebê, para que seja retirado o mínimo possível de modo que a anemia não se agrave.


Uma opção de tratamento são melhorar a nutrição do bebê com alimentos selecionados que aumentam a produção de glóbulos vermelhos. Outra opção é a suplementação de eritropoietina, um hormônio produzido pelo organismo que também promove uma maior produção dos glóbulos vermelhos. Em último caso, quando o bebê apresenta um quadro grave de anemia, é feita uma transfusão de sangue para aumentar rapidamente o nível da hemoglobina.



Posts Relacionados

Ver tudo

Kommentare


bottom of page