top of page

A VERDADE SOBRE CÓLICAS NOS BEBÊS

Cólicas nos bebês é uma situação bastante comum nos três primeiros meses de vida, gerando muitas dúvidas e desencadeando muitos atendimentos nos serviços de saúde. Para ajudar você a entender melhor sobre as cólicas, respondi as perguntas que vocês nos enviaram:


1- POR QUE MEU BEBÊ TEM CÓLICAS?

Apesar de ser uma situação bastante comum nos três primeiros meses de vida, até hoje não se sabe ao certo o que causa cólicas nos bebês. No entanto, é muito importante que você saiba que a cólica não está associada a nenhuma doença, por isso não precisa se desesperar! Aliás, quanto mais calmo for o ambiente em que o bebê estiver, mais fácil será para acamá-lo. Portanto, ter tranquilidade pode ajudar, e muito, a passar por essa fase. Eu sei que não é fácil ver o seu bebê chorando sem parar, mas lembre-se que isso faz parte do desenvolvimento do bebê e vai passar.


2- COMO SABER SE MEU BEBÊ ESTÁ COM CÓLICAS?

Quando o bebê apresenta um choro muito forte e contínuo, geralmente no início da noite. Se você já o alimentou, trocou a fralda, o bebê está confortável, não sente calor ou frio e tem uma expressão de dor ou sofrimento, provavelmente o que ele está sentindo são cólicas.


3- QUAL A DIFERENÇA ENTRE CÓLICA E DESCONFORTO?

Quando o bebê está gemendo e resmungando, geralmente é porque ele está com algum pequeno desconforto. A diferença é grande porque quando o bebê está com cólicas ele realmente irá chorar muito.


4- QUANDO O BEBÊ “SE ESPREME” OU FAZ FORÇA, ELE ESTÁ COM CÓLICAS?

Quando o bebê se espreme ou faz força não significa que ele está com cólicas. Essas situações são normais, principalmente nos bebês pequenos. Eles fazem força para evacuar e essas expressões não necessitam de nenhum manejo especial. Por isso, não se preocupe se o bebê se espreme muito, às vezes até ficando vermelho.


5- EXISTE ALGUM EXAME QUE COMPROVE A CÓLICA?

Não existe nenhum exame que faça o diagnóstico de cólicas. Por isso, se você estiver com dúvidas é importante a consulta com o pediatra.


6- COMO É FEITO O TRATAMENTO PARA CÓLICAS?

Para aliviar as cólicas do seu bebê é importante você saber que:

· O mais importante e efetivo é que a família fique tranquila, pois quanto mais ansiosa e agitada estiver, mais dificuldade terá para auxiliar o bebê e amenizar a dor provocada pelas cólicas. Por isso, é essencial que a família busque apoio. Que cuide e ampare principalmente a mamãe, procurando deixá-la sem sobrecarga de tarefas, pois os cuidados que ela precisa dar ao bebê já são bastante desgastantes.


· Para alguns bebês que estão desconfortáveis e chorosos após alguns dias sem evacuar, com gases ou cólicas, podemos aplicar massagens abdominais, calor na barriguinha (use um pano aquecido com um ferro), faça movimento de bicicleta com as perninhas dos bebês (empurre com delicadeza as perninhas dos bebês contra a barriguinha). No caso de estar a alguns dias sem evacuar, podem-se fazer estímulos retais para amenizar (pegue um cotonete e coloque óleo de bebê em uma das bases, depois, com muito cuidado e delicadeza, insira a parte com o algodão no ânus do bebê e faça suaves movimentos circulares. Prepare-se porque normalmente o bebê irá fazer cocô depois disso!).


· Apesar de não haver comprovação da relação da dieta da mãe e as cólicas, pode-se tentar mudar a dieta da mãe que amamenta para tentar diminuir a cólica.


· Suplementação com lactobacillus e medicamentos podem ser indicados em algumas situações, procure seu pediatra para verificar se essa é uma alternativa para o seu caso.

Agora que você já sabe mais sobre as cólicas, espero que fique tranquila. Eu sei que não é fácil ver aquele bebezinho que amamos tanto sentir dor e chorar tanto, mas lembre-se que você vai conseguir melhorar a situação se estiver calma. Se perceber que você está ficando ansiosa e cansada, não hesite em pedir ajuda. Peça para alguém de sua confiança cuidar do seu bebê por alguns momentos para que você consiga descansar e se acalmar. Não acredite nessa história de que mãe aguenta tudo, porque mesmo que você aguente será muito mais difícil e você, assim como o seu bebê, precisa estar bem. Primeiro porque você merece estar bem, segundo porque para cuidar de outro ser humano, precisamos estar bem.


Se você permanecer com dúvidas, por favor, nos comunique!


Grande abraço!

Dr. Marcelo Saldanha

Pediatra – CREMERS 21004


Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page